Tecnologia

O Metrô conta com um moderno Centro de Controle Operacional (CCO) e por meio dele, é realizada a comunicação dos sistemas da via, dos trens, das estações e dos terminais de ônibus administrados pela Concessionária. A operação do sistema é monitorada por mais de 2000 câmeras que alimentam as telas do CCO com informações 24 horas por dia.

No CCO são gerenciados todos os sistemas de circulação de trens, fluxo de usuários, segurança pública operacional, sistemas e energia, bloqueios de entrada e saída, sistemas de ventilação, detecção e combate a incêndio entre outras funções.

O Metrô conta com um moderno Centro de Controle Operacional (CCO) e através dele, é realizada a comunicação dos sistemas da via, dos trens, das estações e dos terminais de ônibus administrados pela concessionária. A operação do sistema é monitorada por aproximadamente 2000 câmeras que alimentam as telas do CCO com informações 24 horas por dia.

No CCO são gerenciados todos os sistemas de circulação de trens, fluxo de usuários, segurança pública operacional, sistemas e energia, bloqueios de entrada e saída, sistemas de ventilação, detecção e combate a incêndio entre outras funções.

Cada estação conta ainda com a Sala de Supervisão Operacional (SSO) que monitora o fluxo de usuários e da circulação de trens, a operação dos elevadores, bloqueios de entrada/saída, escadas rolantes, sistemas de ventilação, detecção e combate a incêndio na estação. O SSO também emite mensagens sonoras e visuais aos usuários.

O metrô conta ainda com um sistema de geradores, de 2,5 MW de potência, para a movimentação dos trens em caso de apagão elétrico da concessionária de energia. Os geradores têm capacidade de movimentar os trens na linha até a plataforma de desembarque mais próxima, garantindo aos usuários total segurança em caso de apagões de energia.